Descubra como o controle de estoque pode impactar o seu negócio

Quando as empilhadeiras estão trabalhando na movimentação de cargas que entram e saem do estoque, estão na verdade materializando a estratégia econômica da empresa. O fluxo de mercadorias das prateleiras é revertido em receitas e despesas, que devem ser equilibradas para gerar o lucro desejado.

É bem fácil visualizar que se esse processo não for transparente e controlado haverá um desequilíbrio nas finanças da empresa e ao longo da cadeia logística, causando prejuízo para todos que dela fazem parte. Por isso, o controle de estoque é uma importante parte dos empreendimentos que trabalham com mercadorias e matérias primas.

O impacto do controle de estoque pode ser visto nos seguintes pontos a seguir:

No financeiro

O controle físico do estoque tem um impacto certeiro no financeiro da empresa. Afinal, é nas mercadorias que o dinheiro é diretamente aplicado e delas que a receita é gerada. Quando as cargas são movimentadas na entrada e na saída do estoque, há um reflexo direto no capital da empresa.

Para cada item em estoque, há um valor correspondente. Quando aplicada a inteligência no controle de mercadorias, se identifica as mais lucrativas, seu nível em estoque e o giro, que vão impactar as operações de compra e venda.

Um controle de estoque equilibrado vai otimizar o capital de giro da empresa e seu fluxo de caixa, ajudando sobremaneira na lucratividade da empresa. 

No atendimento

Um dos grandes equívocos de um profissional de marketing é achar que prateleiras vazias devido a vendas é uma medida de sucesso. Ledo engano. Sucesso é quando o cliente é atendido em suas necessidades a partir do uso do produto. Se ele foi efetuar a compra e não encontrou o que queria, há um problema.

Prateleiras precisam estar sempre abastecidas para atender o mercado e gerar experiências positivas nas pessoas. É responsabilidade da gestão de estoque mensurar a demanda e ajustar o fluxo de entrada e saída de mercadorias para que nunca falte um produto para ninguém e, consequentemente, não haja insatisfações com o atendimento.

Na cadeia logística

O bom funcionamento de uma cadeia logística depende diretamente da eficiência da gestão de estoque, pois é ela quem controla a quantidade de produtos que são postos no mercado. O impacto disso é sentido nos passos anteriores e posteriores.

Assim como a falta de produtos gera más experiência dos clientes, o excesso dificulta a precificação e os esforços de venda, com metas às vezes difíceis de ser batidas. Por sua vez, o desequilíbrio no mercado afeta a produção, com as fábricas ficando com capacidade ociosa ou então não dando conta de todas as encomendas.

Quando há um desequilíbrio na gestão do estoque, toda a cadeia logística sente o impacto. É uma desorganização que afeta um mercado de ponta a ponta. 

Com todos esses impactos, é perceptível a importância de uma boa administração para manter as mercadorias sempre em um bom nível de estocagem. Com uma gestão de estoque bem feita, os impactos podem ser revertidos em oportunidades e no incremento dos resultados de diversos empreendimentos logísticos.

Assine a nossa newsletter para receber nossos artigos em seu e-mail.