Máquinas quebrando constantemente: entenda a possível causa e como resolver

Sabemos que empilhadeiras são equipamentos fundamentais nas empresas, auxiliando diretamente na logística do trabalho, organização e transporte dos produtos. Por serem máquinas pesadas, necessitam de alguns cuidados especiais, tanto por parte das manutenções, quanto por operadores, para que o equipamento não ofereça nenhum risco a quem trabalha diretamente com o mesmo, e para que tenha uma vida útil longa, mesmo quando usado frequentemente.

O que causa a quebra frequente de empilhadeiras?

Por vezes, no dia a dia, as empilhadeiras são usadas de forma inadequada, causando grandes acidentes e danos à máquina. Quando uma máquina estraga, pode gerar alguns transtornos para a empresa, como o atraso de produção ou aumento da carga horária dos funcionários e, para evitar esse tipo de problema, é importante que seja feita a manutenção preventiva, para que qualquer defeito seja observado precocemente.

Além do uso inadequado, existem outros diversos fatores que podem ocasionar problemas nas máquinas. Levando isso em consideração, é fundamental que os operadores também estejam atentos a qualquer sinal que aconteça na sua utilização, todos os dias. Acompanhe quais são os mais frequentes:

  • Ambiente mal sinalizado

Quando a sinalização não é boa o suficiente, pode ocasionar acidentes, como tombamentos ou queda de materiais nas empilhadeiras. Tudo isso prejudica o funcionamento do equipamento, causando uma série de danos como desgaste de peças, de sinalizadores ou até quebra da máquina como um todo.

  • Motor

Problemas com motores sem força também são comuns e fazem com que a empilhadeira tenha sua capacidade de carga reduzida. Quando persistem por muito tempo geram prejuízos, uma vez que vão desgastando as estruturas internas da empilhadeira. A situação pode levar à total quebra do equipamento, fazendo com que você precise adquirir um novo para substituí-lo.

  • Falta de freios

Neste caso, além de ocasionar um prejuízo ao proprietário, aumenta muito o risco de acidentes, se tornando perigoso para o operador da máquina e também para as pessoas que trabalham por perto.

  • Baterias

A bateria das empilhadeiras, chamada de bateria tracionária, pode sofrer desgastes e com isso diminuir a produtividade do equipamento. Quando isso acontece, a bateria acaba sendo carregada mais seguidamente e, consequentemente, o tempo de uso da própria máquina diminui, atrapalhando a produção.

  • Problemas nos “garfos”

Quando ocorre um problema no empenamento dos garfos da empilhadeira, a movimentação de cargas fica seriamente prejudicada, pois impede que a carga seja levada corretamente.

Como prevenir a quebra desses equipamentos?

Como citado anteriormente, a manutenção preventiva é a maior aliada aos cuidados das empilhadeiras, evitando que a quebra ocorra com frequência por conta de mau uso das mesmas, ou até mesmo por questões técnicas. Outro ponto importante e que normalmente não é levado em conta é a lavagem. Ela é muito importante, assim como todas as outras etapas da manutenção.

A limpeza evita diversos defeitos no equipamento e, nas partes móveis, é importante para as partículas abrasivas não permitirem o desgaste das correntes, deslizantes, buchas, pinos e mangueiras.

Por isso, é extremamente recomendado que as empilhadeiras passem por manutenção periodicamente, evitando uma série de prejuízos que a sua empresa pode ter, e, também, para garantir o bom funcionamento das mesmas, fazendo com que o serviço seja muito mais eficaz.